Aplicadora realizando o MultiShape, que é um tratamento estético não invasivo

Conheça os principais benefícios do tratamento estético não invasivo

Você certamente conhece ao menos um tratamento estético não invasivo, mesmo que não utilize essa classificação para nomeá-lo. Afinal, a popularidade desses procedimentos tem crescido cada vez mais, sobretudo com as evoluções tecnológicas que garantem sua eficiência a curto e longo prazo. Mas sabemos que ainda são muitas as dúvidas em torno dos tratamentos não invasivos.

Eles realmente são eficientes? Quais benefícios trazem para clínicas e pacientes? Vale a pena investir em um tratamento estético não invasivo?

Essas e outras perguntas permeiam a mente de empresários que estão sempre em busca de inovações para seus negócios. E foi pensando em esclarecê-las que reunimos neste guia os principais benefícios dos procedimentos não invasivos. Então aproveite para esclarecer todas as dúvidas e tenha a certeza de que este é o melhor investimento para sua clínica ou consultório de estética.

Motivos para investir em um tratamento estético não invasivo

O que é um tratamento estético não invasivo? Antes de falarmos das suas vantagens, precisamos entender a origem da sua nomenclatura, para que fique claro seus diferenciais perante aos demais tratamentos disponíveis no mercado.

Tratamentos não invasivos são os procedimentos em que não é necessário o uso de incisões, como ocorre em cirurgias estéticas. Isso porque eles operam através de tecnologias de ponta que visam alcançar resultados semelhantes aos dos procedimentos invasivos, mas sem que haja a necessidade de cortes.

A tecnologia presente nos tratamentos não invasivos são as responsáveis por garantir diversos benefícios para os pacientes, bem como para as clínicas estéticas. A seguir reunimos alguns exemplos, veja:

1. Equipamentos eficientes desde a primeira sessão

Os equipamentos preparados para aplicar tratamentos não invasivos possuem tecnologias de ponta que garantem sua eficiência desde a primeira aplicação. Como exemplo, podemos citar o MultiShape — equipamento da Contourline referência entre os procedimentos não invasivos para gordura localizada.

O MultiShape é capaz de atingir pontos estratégicos da derme, sem que seja necessário nenhum procedimento mais agressivo. Para tal fim, o equipamento combina três tecnologias de alta qualidade: Cavitação; Radiofrequência Multipolar e a Endermologia Super Pulse. A ação conjunta dessas três técnicas garantem os resultados extraordinários do tratamento, sobretudo no que diz respeito ao combate à gordura localizada.

Vamos entender como cada uma atua no organismo:

  • Ultrassom Cavitacional: gera ondas de alta frequência que dissolvem as células de gordura profundas e a gordura subcutânea, dessa forma é capaz de reduzir medidas nas áreas tratadas em um curto período.
  • Radiofrequência Multipolar: promove ativamente a degradação e o metabolismo lipídico das células adiposas, facilitando a atuação da cavitação. Além disso, garante a contração das fibras de colágeno, assim proporciona o efeito de lifting instantâneo.
  • Endermologia Super Pulse: promove a drenagem linfática e a circulação sanguínea, além de atuar diretamente na camada de gordura presente no tecido subcutâneo. Como resultado ocorre um aumento do fluxo sanguíneo, redução no volume das células adiposas e melhora a linha corporal e facial.

Outros benefícios também podem ser percebidos ao longo do tratamento, pois o MultiShape é indicado para procedimentos em diferentes áreas corporais e faciais. Portanto, caberá ao profissional determinar a atuação perante as necessidades de cada paciente, mas na maior parte dos casos logo nas primeiras sessões já é possível perceber melhorias consideráveis.

2. Recuperação rápida e fidelização dos pacientes

Vale ressaltar que as sessões dos tratamentos não invasivos, na maioria dos casos, possuem curta duração. Portanto, são possíveis de encaixar com facilidade na agenda dos pacientes e também do profissional, facilitando a otimização da agenda de atendimentos. No caso do MultiShape, por exemplo, são indicadas apenas 10 sessões de 40 a 60 minutos cada, a depender da área tratada.

O fato de ser um procedimento não invasivo também colabora para uma recuperação rápida, ao contrário do que acontece em cirurgias estéticas. Por isso, logo após a sessão o paciente consegue seguir para a casa sem nenhum desconforto, apenas com a pele mais avermelhada devido aos movimentos do equipamento.

A praticidade das sessões juntamente com o processo de recuperação facilitado colaboram para que haja uma fidelização dos pacientes. Visto que eles sempre vão em busca de novas possibilidades de tratamentos que possuam características semelhantes.

3. Diversas possibilidades para aplicação

Outro fator que contribui para a fidelização dos pacientes são as diferentes possibilidades de aplicações dos tratamentos não invasivos. Os profissionais que investem em equipamentos de ponta podem aplicá-los em pontos diferentes do corpo e da face, dessa forma oferecendo um tratamento completo.

O MultiShape, por exemplo, possui uma tecnologia capaz de atuar em diferentes áreas do corpo de maneira personalizada. Desenvolvido com exclusividade, suas indicações são divididas em dois grandes grupos:

  • Tratamentos de flacidez: lifting facial, rejuvenescimento tridimensional, flacidez da área interna coxa ou abdômen e procedimentos não invasivos na papada.
  • Tratamento de gordura localizada: região do abdômen; flancos, culote e glúteos.

Vale ressaltar que o tratamento possui a capacidade de tratar simultaneamente a flacidez e gordura localizada em todas estas áreas, ao contrário de procedimentos tradicionais. Portanto, mais um benefício oferecido apenas por um tratamento não invasivo de alta qualidade como o MultiShape.

4. Tratamentos não invasivos possuem poucas contra indicações

Ao contrário dos procedimentos cirúrgicos, os tratamentos estéticos não invasivos possuem poucas contra indicações, pois não são agressivos ao corpo. As tecnologias foram projetadas para que os pacientes usufruam de resultados de alta qualidade, mas sem nenhum dano extenso ao organismo, ou seja, atuando de maneira eficiente.

Apenas em alguns casos o tratamento estético não invasivo pode ser contraindicado, principalmente em casos de contraindicação médica. Elas irão variar conforme a tecnologia utilizada no tratamento, mas na maioria dos casos as recomendações são semelhantes. Em procedimentos que utiliza a radiofrequência, como no MultiShape, é contraindicado a aplicação nos seguintes casos:

  • Uso de marcapasso;
  • Gravidez ou aleitamento;
  • Implantes metálicos cardíacos;
  • Diagnósticos de câncer nos últimos cinco anos;
  • Lesões e infecções da pele primária;
  • Epilepsia;
  • Pós operatório imediato com menos de três meses;
  • Patologias ativas;
  • Doenças autoimunes;
  • Diu de cobre;
  • Implantes de silicone na área tratada;
  • Uso de corticóide a longo prazo.

Pode-se perceber que são casos específicos que pedem um maior cuidado, logo caberá ao profissional identificar e orientar o paciente da melhor maneira possível antes do procedimento.

Diante tantas vantagens fica claro como os procedimentos não invasivos são ótimas opções de investimento, tanto para pacientes, como profissionais. Especialmente quando estão atrelados a uma tecnologia de alta qualidade e desenvolvida por profissionais altamente capacitados, com o MultiShape. Então se você está em busca de oferecer na sua clínica um tratamento estético não invasivo que reúna estes pontos fortes, já sabe em qual equipamento investir.

Para mais informações sobre o MultiShape, entre em contato com equipe Contourline e revolucione o atendimento da sua clínica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Iniciar conversa.
Fale com uma consultora.
Fale com uma consultora.