Ultrassom Microfocado com o Hipro

HIFU: Mitos e Verdades sobre o ultrassom microfocado que você precisa saber

O Ultrassom Focalizado de Alta Intensidade (HIFU) é uma das tecnologias mais inovadoras do mercado de estética, sobretudo entre os tratamentos que visam eliminar a gordura localizada. Principalmente porque o HIFU possui características únicas que colaboram para os resultados eficientes em um procedimento não invasivo, como sua capacidade de alcance.

As ondas do ultrassom microfocado podem atingir camadas profundas da derme sem atingir áreas adjacentes, por isso já era utilizado para tratar tumores de difícil alcance na medicina. Na estética, a precisão dessa tecnologia também ganhou espaço ao conseguir proporcionar resultados que antes eram possíveis apenas através de cirurgias.

Seus diferenciais já foram comprovados por profissionais de todo o mundo, por isso esta é uma das principais tendências do mercado de estética atualmente. No entanto, por se tratar de uma tecnologia nova para profissionais e pacientes, é natural que muitas dúvidas ainda girem em torno do HIFU. Então reunimos neste guia as principais dúvidas relacionadas ao Ultrassom Microfocado de Alta Intensidade. Prepare-se para esclarecê-las.

Confira as principais verdades e mitos sobre o HIFU (Ultrasom Microfocado)

Os efeitos são duradouros? VERDADE

Os efeitos dos tratamentos que utilizam o HIFU são mais duradouros, sobretudo se comparado com outras alternativas não invasivas. Isso porque o HIFU atua com disparos de energia capazes de atuar em camadas localizadas abaixo da superfície da pele e acima da musculatura facial. Essa ação em camadas profundas é seu principal diferencial, pois colabora para a eficiência e durabilidade dos resultados.

Alcance das tecnologias na peleEm tratamentos que visam o rejuvenescimento facial, por exemplo, o HIFU é capaz de operar em uma área estratégica denominada SMAS (Sistema Aponeurótico Muscular Superficial) situado a 6.5mm de profundidade na derme. Antes do ultrassom microfocado, tal área era apenas alcançada em procedimentos cirúrgicos, como o lifting facial, mas o HIFU é capaz de alcançá-lo de forma não invasiva.

Atuando em um ponto estratégico como SMAS, a tecnologia HIFU tensiona a camada de forma não invasiva estimulando a retomada na produção de colágeno. Por consequência, logo após as primeiras sessões já é perceptível uma melhora na elasticidade da pele, além de um efeito lifting e o remodelamento do contorno facial.

Ao contrário de outros procedimentos não invasivos, os efeitos proporcionados pelo HIFU não são temporários. Pelo contrário, ao longo das sessões eles são potencializados o que garante maior durabilidade e permite um espaçamento grande entre as sessões.

O HIFU é capaz de estimular a formação de novo colágeno? VERDADE!

Um dos objetivos do tratamento é estimular a produção de colágeno para provocar um processo de regeneração, sobretudo em protocolos que visam o rejuvenescimento facial. Motivo pelo qual, como explicamos anteriormente, o ultrassom microfocado atua no SMAS, área em que há maior concentração de colágeno na pele.

Ao atingir o SMAS, as ondas do HIFU induzem vibrações moleculares que aumentam a temperatura na região e geram pequenas lesões nos locais, mas sem afetar áreas adjacentes. Por consequência, essa ação irá desencadear um ponto de coagulação que será tratado pelo organismo como um dano ao tecido. Assim inicia-se um processo de cicatrização que consiste, principalmente, na formação de novas fibras de colágeno.

É o procedimento não invasivo mais profundo do mercado? VERDADE

É fato que o Ultrassom Focalizado de Alta Intensidade é a tecnologia com maior poder de alcance do mercado de estética, portanto a mais eficiente. Sua capacidade permite que as ondas cheguem até 4.5mm de profundidade em tratamentos faciais e 13mm em tratamentos corporais.

Imagem científica simulando o ancance do HIFU, RF e Laser

Ao contrário de outras tecnologias disponíveis no mercado de estética, como lasers e radiofrequências, o HIFU atua com precisão. Ele ignora a epiderme para fornecer energia na temperatura ideal a uma profundidade pré definida, mas não há danos às camadas superiores da pele. Por esse motivo, trata-se da tecnologia mais eficiente para tratamentos que visam o rejuvenescimento e/ou o combate à gordura localizada.

O HIFU não age na gordura localizada? MITO!

Sim, o ultrassom microfocado é capaz de atuar na gordura localizada! Graças a seu potencial de alcance, o HIFU consegue atuar com precisão nas regiões que possuem maior acúmulo de células adiposas. Assim é desencadeado um efeito termomecânico, conforme explicado anteriormente, responsável por destruir o tecido adiposo subcutâneo sem danificar a derme, epiderme ou tecidos adjacentes.

As células de gordura adiposas são destruídas nesse processo e liberadas no organismo, assim ele irá utilizá-las como fonte de energia. Por esse motivo, desde a primeira sessão é possível perceber os efeitos desse processo, pois a redução de volume é perceptível logo após a aplicação.

O HIFU ultrassom microfocado é utilizado apenas em tratamentos faciais? MITO!

Esse é um dos principais mitos em torno da tecnologia de ultrassom microfocado, pois com o equipamento adequado é possível utilizá-la em outras áreas do corpo. Visto que sua ampla capacidade de alcance permite que as ondas sejam utilizadas conforme os objetivos do protocolo.

Tanto que o HIFU é indicado também para tratamentos corporais que visam a remodelação corporal, visto que sua ação provoca uma coagulação térmica nas camadas de gordura e, por consequência, causa a redução do tecido adiposo. Para atender a esse objetivo, com o equipamento adequado, o HIFU pode ser aplicado em áreas estratégicas do corpo, tais como:

  • Colo
  • Pré-axilar
  • Braço
  • Abdômen
  • Coxas
  • Infra escapular
  • Flancos
  • Culote
  • Coxas
  • Panturrilha

Todas essas áreas são alvos de queixas da maior parte dos pacientes quando o assunto é gordura localizada. Portanto, ter uma tecnologia capaz de acessá-las com eficiência é um grande diferencial para o tratamento oferecido ao paciente.

O paciente não precisa ficar de repouso após as sessões? VERDADE!

Ao contrário do que acontece em cirurgias estéticas ou em procedimentos mais invasivos, os tratamentos que utilizam o HIFU não possuem nenhuma restrição após a aplicação. Afinal, trata-se de um procedimento não invasivo, ou seja, sem nenhum corte ou incisão mais agressiva no paciente. Além disso, o equipamento é preparado para garantir o máximo de conforto ao paciente.

Durante as sessões, por exemplo, eles não sentem nenhum desconforto, apenas a pressão causada pelos aplicadores, preparados para se adequar às características anatômicas dos pacientes. Os equipamentos também permitem uma personalização do tratamento que garante a eficiência do protocolo, além de minimizar possíveis desconfortos antes e após as sessões.

Os tratamentos de HIFU para gordura localizada é, portanto, a melhor alternativa para quem busca uma solução indolor, pouco agressiva, com resultados rápidos.

Qualquer pessoa pode fazer? MITO!

Nem todo mundo pode realizar tratamento estéticos com o ultrassom microfocado, pois ele possui algumas contraindicações. Não são muitas, mas elas realmente existem! Logo, antes de iniciar o tratamento, é essencial que o profissional realize uma consulta prévia para determinar se é indicado ou não a realização do protocolo.

Veja em quais casos o tratamento de HIFU não é indicado:

  • Gestante e lactantes não podem realizar o tratamento;
  • Portadores de marcapasso ou outros aparelhos que emitam ondas eletromagnética;
  • Pacientes com próteses ou fios metálicos;
  • Pessoas que fazem uso de medicamentos com isotretinoína e anticoagulantes;
  • Portadores de doenças auto imunes;
  • Dermatites na área que será tratada ou outras lesões.

Essas são as principais contraindicações dos tratamentos com ultrassom microfocado, mas, em caso de dúvidas, consulte um médico antes dos protocolos. Vale ressaltar que o tratamento é totalmente seguro, porém em qualquer tratamento estético é importante que o paciente esteja saudável e apto a realizar o procedimento.

 

Todos os aparelhos de HIFU são iguais? MITO!

 Apesar de trabalharem com a mesma tecnologia, os aparelhos de ultrassom microfocado possuem características distintas. O HIPRO, por exemplo, se destaca por permitir que o profissional defina o alcance das ondas de ultrassom eletronicamente, porque possui um software preparado para isso. Basta definir no painel do equipamento qual alcance será necessário conforme as necessidades do paciente tratado.

Essa facilidade garante maior segurança para o profissional, assim como maior precisão ao tratamento. Porém, esse não é o único diferencial do HIPRO! O equipamento desenvolvido pela Contourline também se destaca em outros quesitos, tais como:

  • É o aparelho de ultrassom microfocado com a capacidade de alcance do mercado, são 15 profundidades disponíveis;
  • Não possui troca de cartuchos, logo garante um melhor custo-benefício para as clínicas e consultórios de estética;
  • Possui aplicadores anatômicos;
  • O HIPRO possui também garantia de 6 milhões de disparos.

Diante de tantos benefícios, fica claro que o HIPRO merece o título de melhor equipamento de ultrassom microfocado do mercado internacional. Portanto, quem está em busca de um aparelho eficiente e com características semelhantes às citadas anteriormente, já sabe onde encontrar.

 

Ainda possui dúvida sobre o HIPRO ou sobre a tecnologia de HIFU?

Confira os materiais exclusivos disponíveis em nosso site e no canal do Youtube.
Esteja preparado para investir no equipamento que irá ampliar os atendimentos da sua clínica de estética.

Ficou com alguma dúvida sobre o HIFU? Deixe seu comentário abaixo para receber ajuda. Até o próximo post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Iniciar conversa.
Fale com uma consultora.
Fale com uma consultora.