Radiofrequência estética: mitos e verdades sobre o procedimento

A radiofrequência estética é um dos procedimentos mais procurados nas clínicas por quem deseja dar um up no visual para se sentir melhor com o próprio corpo.

Os resultados desse tratamento realmente são muito bons, mas para quem vai se submeter às sessões, sempre surge alguma dúvida. E na busca pelas respostas, várias coisas são encontradas, mas sempre fica aquele questionamento: será que é mito ou verdade?

Então, para oferecer a quem está com essas dúvidas respostas realmente confiáveis, listamos abaixo alguns pontos e falaremos se são mitos ou verdades sobre o tratamento com a radiofrequência estética. Confira!

A radiofrequência trata apenas gordura localizada (mito)

Combater a gordura localizada é apenas um dos benefícios dessa terapia. Além disso, a Radiofrequência é ideal para:

  • Flacidez corporal e facial;
  • Atenuar sinais do envelhecimento;
  • Redução de gordura localizada;
  • Redução de medidas;
  • Remodelação corporal;
  • Celulite.

A radiofrequência ameniza rugas e linhas de expressão (verdade)

Por estimular a formação de novas fibras de colágeno na região, a Radiofrequência faz com que a pele fique mais firme e tonificada, dando excelentes resultados no combate à rugas e linhas de expressão.

A radiofrequência causa queimadura na pele (mito)

Quando se fala de uma técnica que utiliza métodos que envolvam temperatura, o maior receio é que as sessões causem queimaduras.

Apesar do calor interno gerado pela Radiofrequência estética, que chega entre 40 e 45 C, a superfície é mantida protegida. Esse aquecimento endógeno deve ser controlado pelo profissional responsável pela sessão através do uso de um termômetro e não causa queimaduras na pele.

A radiofrequência pode ser associada a outros tratamentos (verdade)

Para potencialização dos resultados, a Radiofrequência pode sim ser associada a outras tecnologias, como Endermologia e Ultracavitação, por exemplo. São obtidos excelentes resultados ao se associar essas tecnologias.

Qualquer pessoa pode fazer a radiofrequência (mito)

O tratamento com a Radiofrequência pode ser realizado tanto por mulheres, quanto por homens. Mas, apesar de serem poucas, o tratamento é contraindicado para:

  • Paciente portador de marcapasso;
  • Paciente que possua implante metálico na região (nos casos de Radioferquência que possuem a opção Monopolar de tratamento);
  • Paciente com lesões pré-malignas ou histórico de câncer;
  • Paciente com disfunções cardíacas, hipertensão não controlada ou alguma outra condição de saúde delicada;
  • Paciente grávida e ou lactante;
  • Paciente em uso de anticoagulantes orais ou medicamentos fotossensibilizantes.

A radiofrequência combate a flacidez corporal e facial (verdade)

Pela sua excelente ação no estímulo de colágeno na região tratada com a radiofrequência estética, esse tratamento é indicado tanto para flacidez corporal, quanto facial. Inclusive a contração imediata das fibras do colágeno já existente dá o efeito de lifting instantâneo na pele.

A radiofrequência dói (mito)

As aplicações da Radiofrequência estética são totalmente seguras e indolores. Durante a sessão, o paciente sente apenas um leve aquecimento confortável e agradável na região.

Além de não doer, o tratamento com a radiofrequência estética tem rápida recuperação e o paciente volta à rotina normal logo após a sessão.

A radiofrequência melhora a aparência das estrias (verdade)

Apesar do foco do tratamento com a Radiofrequência não ser o combate às estrias, há sim uma melhora no seu aspecto, visto que o tratamento estimula a produção de colágeno, fortalecendo as estruturas da pele.

A radiofrequência substitui a atividade física (mito)

Muitas pessoas por não gostarem de fazer atividades físicas recorrem a tratamentos estéticos para conseguir um corpo melhor. Porém, a Radiofrequência não substitui os exercícios físicos, que também são importantes por outros aspectos relacionados à saúde.

A associação da Radiofrequência, com a prática de atividade física e uma dieta equilibrada é a combinação perfeita.

É possível ver resultado já na 1ª sessão (verdade)

A quantidade de sessões de Radiofrequência deve ser recomendada por um profissional após avaliação individual do paciente. O protocolo indica, em média, 6 sessões por região porém, dependendo da resposta fisiológica do paciente, desde a primeira sessão já se nota uma diferença para a redução de medidas.

Para você que quer se submeter ao tratamento de Radiofrequência, a Contourline possui o melhor equipamento com essa tecnologia: o MultiShape. Quer saber onde encontrar esse tratamento aí na sua cidade? É só preencher o formulário abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
💬 Fale com uma consultora no Whatsapp.